BLOG

manjericão – Como cultivar?

O manjericão (Ocimum basilicum L., família das Lamiáceas) também é designado por basílico, erva-real ou manjerico-de-folha-grande.

Como cultivar

Esta planta prefere solo ligeiro, rico em matéria orgânica, com pH próximo da neutralidade, húmido, mas com boa drenagem, com exposição moderada ao sol e protegido do vento. É sensível a geadas e a baixas temperaturas. Em fevereiro-março pode iniciar-se a sementeira em viveiro, ou recorrendo a estacas caulinares com cerca de 10 a 20 cm. As jovens plantas devem ser transplantadas em abril-maio, com um compasso de 50 a 70 cm entre as linhas e 20 a 25 cm entre as plantas na linha. O solo deve manter-se húmido, pois é uma planta exigente em água. As folhas devem ser colhidas, sempre que necessário, desde maio até setembro, altura em que a planta floresce. As flores que vão aparecendo podem ser retiradas para favorecer o crescimento de novas folhas e prolongar o período de colheita das mesmas.

Utilização culinária

As folhas frescas de manjericão têm um sabor forte e adocicado, sendo mais amargas e picantes quando secas. Devem ser adicionadas quase no final da preparação. São muito utilizadas na cozinha italiana, sendo a base do pesto. As folhas frescas ou secas aromatizam carnes, peixes, sopas, saladas, massas e cozinhados com tomate. A infusão das folhas tem um sabor mentolado.

Maria Elvira Ferreira
Investigadora do Instituto Nacional de Investigação Agrária, I.P. (INIAV, I.P.)

Contacto

  • Quinta da Senhora de Mércules 6000-909 Castelo Branco
  • cnpam2020@gmail.com