BLOG

ERVA-CIDREIRA – Como cultivar?

Para além de erva-cidreira, a espécie Melissa officinalis L. da família das Lamiáceas, é também conhecida por chá-da-frança; citronela-menor; limonete; melissa.
Uma lenda grega conta que a designação de melissa foi atribuída à erva-cidreira em homenagem à ninfa grega Melona, protetora das abelhas, devido à capacidade das suas flores atraírem as abelhas.

Como cultivar

A erva-cidreira prefere solos de textura média, ricos em matéria orgânica, bem drenados e zonas de meia-sombra. Multiplica-se por semente ou por divisão de pés-mãe. Em fevereiro-março deve fazer-se a sementeira em viveiro e a transplantação em abril-maio. A plantação com divisão de pés-mãe deve ocorrer de fevereiro a abril. O compasso de plantação deve ser de 60 a 70 cm entre linhas e 30 a 35 cm entre as plantas na linha. O solo deve ser regado, sempre que necessário. A colheita de folhas deve ser feita antes da floração, pois são mais aromáticas. Após a floração a planta deve ser podada para induzir o rebentamento de novas folhas. Convém renovar a cultura ao fim de 3 a 5 anos.

Utilização culinária

As folhas da erva-cidreira exalam um forte aroma a limão.
As folhas frescas picadas são utilizadas para aromatizar pratos de peixe e estufados. As folhas frescas inteiras dão um sabor muito refrescante a ponches, bebidas de frutas, saladas, geleias e pudins. Podem também ser usadas em infusões.
As folhas podem ainda ser cristalizadas com açúcar para decoração de doces e congeladas em cubos de gelo para aromatizar bebidas.

Maria Elvira Ferreira
Investigadora do Instituto Nacional de Investigação Agrária, I.P. (INIAV, I.P.)

Contacto

  • Quinta da Senhora de Mércules 6000-909 Castelo Branco
  • cnpam2020@gmail.com