Fitositema apresenta armadilhas para monitorização de pragas agrícolas

Fitositema apresenta armadilhas para monitorização de pragas agrícolas

A identificação e quantificação das populações de pragas no campo é fundamental, para apoiar e otimizar a decisão de quando intervir, reduzindo a aplicação de inseticidas e contribuindo para a sustentabilidade do ecossistema.

A monitorização com feromonas é um dos métodos mais fiáveis e eficaz para a deteção e quantificação de pragas. É recorrentemente utilizada em pomares, na produção de hortícolas e ornamentais, na vinha, na floresta, em armazéns, em meio urbano, etc. e para um grande número de pragas.

A utilização de sistemas de monitorização com feromonas tem vindo a aumentar fruto da consciencialização crescente do consumidor relativamente aos resíduos, bem como as exigências crescentes da cadeia alimentar para a redução dos resíduos nos produtos finais.

As feromonas sexuais são as mais utilizadas na monitorização de insetos lepidópteros, capturam os machos adultos e permitem definir a curva de voo e o Nível Económico de Ataque, permitindo a utilização de inseticidas específicos e a redução dos mesmos.

A FITOSISTEMA dispõe de diferentes tipos de armadilha de atração:

  • de isco (inclui captura em massa);
  • as cromotrópicas (placas e rolos);
  • as sexuais, que inclui a armadilha delta, de funil, de cone entre outras (disponíveis mais de 50 feromonas sexuais para diferentes pragas);
  • e, armadilha-de cinta (processionária do pinheiro).

Para mais detalhes pode consultar o website da FITOSISTEMA: https://fitosistema.com/category/agricultura/residuo-zero/armadilhas-e-feromonas/